Contos Eroticos Veridicos

Um espaço para você ler, partilhar e relembrar os contos eróticos

Transei com a amiga da minha mulher

Posted by Gostosão

A minha mulher tinha uma amiga muito gira, morena chamada Ana, aos fins-de-semana a minha mulher ia almoçar em casa da Ana. Esta era mãe de dois meninos e esperava um terceiro filho, o casamento não estava bem, ela tinha discussões constantes com o marido o Jorge que passava a vida bebendo e jogando às cartas no café próximo de sua casa e mal dava atenção à sua família. Eu e a Ana assim que nos conhecemos tivemos uma grande afinidade, conversámos sobre tudo um pouco, mais quando o assunto era sexo, a nossa conversa aquecia e falávamos sobre tudo de forma mais ou menos picante, é claro que longe das crianças, e até mesmo da presença da Joana, a minha mulher, que não gostava quando eu e a Ana falávamos sobre este assunto.

Assim o tempo foi passando e eu e a Ana estávamos cada vez mais amigos, trocámos ideias sobre a vida, falávamos de nosso presente e de nosso passado dos tempos em que éramos jovens, e dos bailes que nos curtíamos na cidade. O tempo foi passando e eu estava com a minha mulher que era enfermeira e trabalhava num hospital e num centro de saúde, eu sou taxista e trabalhava muito também para pagar as nossas dívidas, depois que a Ana teve o seu terceiro filho, passando alguns meses depois que a criança nasceu ela separou-se do Jorge, nós nem acreditamos que eles se tinham realmente separado…assim eu continuei a visitar a Ana que morava no mesmo bairro que nós mas sem nenhuma maldade de minha parte. Read the rest of this entry »

Loucuras de uma mulher casada

Posted by Gostosão

Eu estava no trabalho , o que não é comum aos sábados. Isto ocorreu devido a um problema que tínhamos que ter resolvido até segunda-feira.

Até as 12:00h havia outras pessoas, que seguiam o curso do seu trabalho. Após este horário fiquei sozinha e dediquei-me 100% ao trabalho, pois sabia o trabalho que teria pela frente. A certa altura senti um misto de medo, cansaço, fome, e resolvi então entrar na internet. Num site que conheci uma pessoa chamada Filipe, e iniciamos uma conversa formal, contudo bem-humorada de ambas as partes. Read the rest of this entry »

Comi a minha dentista

Posted by Gostosão

O meu nome é Luís, sou moreno, olhos castanhos-claros, 1,79 de altura, tenho o corpo definido de fazer natação, costumo fazer sucesso entre as mulheres.

Vou ao dentista uma vez por mês apenas para manutenção, porém, o dentista que eu estava acostumado a ir simplesmente fechou. Tive então que encontrar outro dentista para ir, depois de alguns dias pesquisando, finalmente tomei a decisão de ir a um consultório que ficava próximo da minha casa, indicação de um amigo. O consultório era novo e quem trabalhava lá tinha provavelmente acabado de se formar, porém, resolvi arriscar devido ao preço, minha situação não era das mais cómodas. Liguei para o consultório e uma voz doce atende, pensei ser a secretária mas descobri que era a dentista, como o sítio era novo, ela mesmo cuidava de marcar e agendar consultas pois a secretária chegaria em 1 dia.

Expliquei o meu caso e marquei uma consulta para daqui a dois dias. Passei esses dois dias tranquilamente e na quarta-feira, às 17:30 eu estava a despachar-me pois tinha a consulta marcada para as 18:20. Tomei um banho, escovei bem os dentes, coloquei uma roupa apresentável e dirigi-me para o consultório. O local era pequeno, porém aconchegante, ao chegar fui recepcionado pela secretária e sentei-me na sala de espera. Read the rest of this entry »

Comi a minha cunhada

Posted by Gostosão

Quem não tem uma cunhada toda boa e nunca teve a maior vontade de comê-la! A minha cunhada é um tesão. O rabo dela é perfeito, redondinho, um coração, lisinha, sem celulite, sem marquinhas de nada… e tem uma cintura magrinha, barriguinha lisa, os seios pequenos e durinhos. É daquelas que fazem qualquer homem torcer o pescoço quando passa na rua. Tem um ar de adolescente que lhe confere uma carinha de virgem encantadora.
A minha namorada é muito boa também… mas é aquela coisa… Cunhada é cunhada… se eu namorasse a minha cunhada, ia morrer de tesão pela minha namorada, é sempre assim.

Read the rest of this entry »

Orgia na sauna

Posted by Gostosão

O meu nome é Alexandra, tenho 22 anos e tenho cabelos castanhos aloirados e olhos castanhos-claros, 1,66m e 55 kg. Os meus seios são médios e tenho um cuzinho arrebitado. A minha história começa quando fui convidada para um almoço da minha turma da secundária. Havia já muito tempo que não nos víamos e senti que seria muito bom. No dia marcado, vesti uns calções bem curtinhos e provocantes, um top vermelho e umas sandálias pretas.

Prendi os meus cabelos em rabo-de-cavalo e fui à boleia com um rapaz, chamado Ivo. Ele era um dos meus colegas de turma que por coincidência tinha feito natação comigo durante alguns anos e sei exactamente como é seu corpo, e tinha a intenção de saber mais. O almoço foi muito bom. Foram muitos amigos e conversamos e rimos muito. À noite, percebi que eu era a única mulher entre três rapazes, o Ivo que me tinha dado boleia, o Hugo, o dono da casa e o Alfredo, que aliás era o mais bonito dos três e o que me chamou mais a atenção. No meio da conversa o Hugo propõe fazermos uma sauna para relaxar. Como já estava um pouco tocada e com tesão pela situação em que me encontrava, aceitei. Mas primeiro tinha que fazer um pouco de suspense, dizendo que não tinha biquíni. Ao que ele disse para eu usar um biquíni da sua irmã, que sempre fica na casa para ocasiões especiais. Read the rest of this entry »

Trai o meu marido com negão de pau grande

Posted by Gostosão

O meu nome é Sara tenho 40 anos, sou morena, faço ginásio todos os dias e todos dizem que sou uma mulher bonita. Sou casada e o meu marido tem a maior confiança em mim. Uma noite uma amiga minha foi lá a casa e convidou-me para ir numa convenção de cabeleireiros com ela. Estávamos eu e ela que se chama Joana e uma amiga dela com o mesmo nome. Após a convenção ficamos num barzinho bebendo cerveja e dançando, quando chegou um amigo delas. Ela apresentou-me a ele e enquanto elas dançavam ele ficou na mesa conversando comigo. Começou logo a dizer que eu era bonita, que tinha uma boca que dava vontade de beijar e que meu marido era louco de me deixar sair sozinha. Eu não estava nem ai para a conversa dele, mesmo porque era negro nunca gostei de negros, apesar de ele ser um negro bonito, cheiroso e de corpo atlético.

Read the rest of this entry »

Comida pelo pai

Posted by Gostosão

O meu nome é Ana tenho 25 anos e passo a relatar a minha relação com o meu pai. Sempre tive uma relação normal com o meu pai, uns arrufos de vez em quando, mas dávamo-nos bem, nunca o vi mais do que como meu pai e sempre o respeitei. Porem, de há uns tempos para cá comecei a perceber que meu pai olhava para as minhas amigas, achei aquilo nojento, o meu pai estava a tonar-se um daqueles velhos tarados.

Pensei no assunto durante algum tempo e comecei divertir-me com a situação, o meu pai inventava desculpas para olhar para as meninas, um dia a minha amiga que o meu pai mais olhava estava na minha casa, estávamos no meu quarto com a porta aberta, o meu pai sentou-se numa cadeira a ver televisão num sitio de onde podia ver o cu dela, vi que ele não parava de olhar nem notou que eu estava a olhar para ele, então resolvi provoca-lo, peguei num biquíni novo que tinha comprado e pedi para a minha amiga experimentar, ela olhou e baixou as calças e as cuecas, o meu pai arregalou os olhos quando viu o cu dela, quando ela pegou o biquíni para vestir fui até a porta e encostei-a, disse-lhe para ela se ir vestindo que eu já voltava, sai do quarto e fui procurar o meu pai, ele estava escondido num canto, quando espiei vi que ele se masturbava, sai correndo e voltei para o quarto. Read the rest of this entry »

Duas travestis putinhas

Posted by Gostosão

Certo dia eu estava louco para comer uma linda travesti. Saí à procura duma, eram mais ou menos 2:00h da manhã. Fui a um ponto de encontro de travestis. Ao passar por uma das ruas vi uma loira, que ao longe parecia muito gira. Então parei e perguntei quanto era, ela disse-me que eram 50€ mais a pensão e começou a agarrar o meu pau. Eu estava decidido que era aquela que eu queria, já que era perfeita, tinha uma voz feminina, corpo lindo e mais à frente estava uma morena, que estava na esquina, com uma roupinha sensual, um top azul e uma mini-saia vermelha…eu perguntei à loira se podíamos fazer por 50€ com as duas, metade para cada uma…

Ela chamou a outra e lá aceitaram após alguma insistência da minha parte. Entraram no carro e a loira maravilhosa sentou-se ao meu lado e a morena sentou-se à janela… perguntei o nome delas… a loira era Vera e a morena Fábia, só ao dizerem os nomes  eu fiquei logo com tesão. Read the rest of this entry »

Comi a minha vizinha bêbada

Posted by Gostosão

Sábado à noite, eu bebia uma garrafa de vinho na varanda da minha casa… 1 hora e 1 garrafa de vinho depois, já pelas 02:30 da madrugada, vejo surgir na rua uma silhueta feminina com uma carteira na mão… cabelos soltos pelos ombros, negros como a noite que a envolvia, usava uma mini-saia de pele, e um corpete que apertava um par de seios loucos para pular para fora, porém não escondia uma barriga perfeita com pelinhos que segundo a minha imaginação desciam até à coninha.

Ela aproximava-se, e eu ia vendo mais detalhes, pele morena, coxas grossas, alta, 1,75m no mínimo, quadris largos um cu empinado e nada pequeno. Read the rest of this entry »

Comi a minha mãe

Posted by Gostosão

O conto que passo a relatar é verídico e ocorreu comigo há meio ano atrás. A minha mãe sempre foi uma gaja toda boa por onde ela passasse todos os homens olhavam para ela. Ela tem 36 anos, quando eu nasci ela tinha 18 anos e o meu pai 19. A minha mãe tem 1,63m, 53kg, peitos com silicone, rabo empinado, barriguinha lisinha e coxas grossas, a sua boa forma deve-se às várias horas que ela passa no ginásio.

Vamos ao que interessa, desde os 14 anos que eu sentia tesão pela minha mãe mas achava que era apenas imaginação e ia batendo umas punhetas. O meu pai é director de um banco e sempre trabalhou longe de casa e por isso chegava sempre tarde. Aqui em casa sempre fomos muito liberais e sempre tomámos banho de porta aberta, trocamo-nos uns em frente aos outros, conversamos enquanto tomamos banho. Todas as vezes que a minha mãe ia tomar banho eu ia atrás conversar com ela para a ver toda nua, e em seguida corria paro quarto e batia uma punheta, e fiz isso durante muito tempo. Read the rest of this entry »

« Previous Entries